logo
Pacientes & Público Profissionais de Saúde História da Radiologia Links em DI Fale Conosco


Ultrassonografia

O exame de Ultrassonografia não possui emissão de radiação, sendo totalmente seguro em gestantes. É feito utilizando-se um transdutor que emite som nas freqüências de 2 milhões a 20 milhões de hertz (ultrassom), inaudível pelo ouvido humano. Ao se chocarem com os órgãos e estruturas teciduais, a onda sonora sofre eco, com tempos de retorno diferentes de acordo com a densidade tecidual e são então apresentadas na tela com tons variáveis, de acordo com uma escala de 256 tons de cinza (inclusive o preto e o branco).

Em virtude de ser a onda sonora uma onda com energia mecânica, para que possa se propagar melhor ela necessita que o meio apresente as moléculas mais próximas uma das outras. No meio gasoso as moléculas estão distantes entre si e o som se propaga mal, daí porque não se utiliza o ultrassom para o estudo do tubo digestivo e do pulmão. Daí também porque temos dificuldade de visualizar algumas estruturas próximas ao tubo digestivo. É necessário então a realização de preparo intestinal antes de examinarmos órgãos do abdome.



Exames e Preparos:

Abdominal Total e Aparelho Urinário (Rins e Bexiga):

1-   Na véspera do exame fazer refeição leve e à noite ingerir apenas uma xícara de café ou copo de refresco com 3 biscoitos cream crackers.

2-   No dia do exame ficar em jejum. Beber 4 copos duplos de água aos poucos, iniciando a ingestão 2 horas antes do exame e não urinar.


Abdominal Superior, Hipocôndrio Direito (Fígado, Pâncreas, Vesícula e Vias Biliares):

1-   Na véspera do exame fazer refeição leve e à noite ingerir apenas uma xícara de café ou copo de refresco com 3 biscoitos cream crackers. Não é necessário encher a bexiga.


Próstata (por via abdominal) :

1-  Beber 4 copos duplos de água aos poucos, iniciando a ingestão 2 horas antes do exame e não urinar.

   Observa-se que se trata de um exame para avaliarmos o volume da próstata, não sendo útil para investigação de câncer de próstata no seu início.


Pélvica/Ginecológica (por via abdominal ou por via transvaginal):

1-   Beber 4 copos duplos de água aos poucos, iniciando a ingestão 2 horas antes do exame e não urinar.

O que é Ultrassonografia Transvaginal?

Também chamada de Ecografia Endovaginal, é um exame de Ultrassonografia feito com uma sonda especial colocada no interior da vagina. Sua grande vantagem em relação ao exame tradicionalmente feito por sobre a pele é a de poder visualizar estruturas e órgãos pélvicos como o útero e os ovários com maior proximidade e maior resolução de imagem. Entretanto, o feixe sonoro só alcança estruturas que estiverem até cerca de 6 ou 7 centímetros da sonda. Estruturas que estiverem em uma distância maior não são visualizadas, tais como um útero volumoso que apresente alguma anormalidade em sua região mais alta (fundo uterino), ou ovário que esteja a uma distância mais alta na pelve, ou mesmo um tumor que se localize na transição pélvico-abdominal. É por isto que gestação superior a 3 meses usualmente não é examinada por via endovaginal, uma vez que o feto tem mais de 6 cm.

Assim, é de fundamental importância que a Ultrassonografia Endovaginal seja precedida de um exame sucinto pelo método tradicional, isto é, por via abdominal inferior (pélvica) e com a bexiga cheia, posto que, em seguida, e após o esvaziamento da bexiga, é feito então o exame por via vaginal.


Obstétrica (por via abdominal ou por via transvaginal):

Não há necessidade de preparo prévio. O exame não oferece qualquer risco ao feto e por ser realizado em qualquer tempo de gravidez. Quando realizado nos primeiros 3 meses de gestação apresenta ótima confiabilidade quanto ao tempo correto da gravidez. Nesta época, deve ser realizado por via transvaginal e quando feito entre a 9ª e a 13ª semana de gestação, deve ser observada a translucência nucal do feto, que quando maior que 3 mm pode significar doença cromossomial. A época ideal para o estudo morfológico (estudo de todas as partes do feto) é a partir do 2° trimestre de gestação. No 3° trimestre o exame tem menos indicação, exceto em gestação complicada ou de alto risco, ou para avaliação da idade óssea fetal. Nas gestações de alto risco deve ser realizada a ultrassonografia com Doppler para estudo da circulação materno-fetal.


Mamas:

Não há preparo prévio. A ultrassonografia das mamas serve principalmente para diferenciar se um nódulo é de conteúdo sólido ou líquido. Não deve substituir a Mamografia no diagnóstico precoce de câncer de mama.


Tireóide:

Não há qualquer preparo e pode avaliar o volume da glândula e a presença de nódulos.


Glândulas Salivares:

Sem preparo prévio. Só avalia volume e nódulos. Eventualmente pode identificar cálculos e dilatação do ducto principal.


Bolsas Testiculares:

Sem preparo prévio. Excelente exame para se avaliar varicoceles (varizes escrotais) e torção testicular aguda (por meio de Doppler), além de hidroceles, infecções e tumores.


Articulações e Sistema Músculo-Esquelético:

Não necessita de preparo prévio. Pode ser utilizado em uma gama enorme de patologias traumáticas ou não.

Voltar ao topo